A diversidade culinária das regiões brasileiras

A colonização brasileira não aconteceu exatamente da mesma maneira em todas as regiões do país. Em cada localidade, muitas vezes por causa do clima e da vegetação, diferentes povos acabaram ocupando a região, sejam eles tribos indígenas ou imigrantes de outros países, além dos próprios colonizadores portugueses.

Por conta dos diversos aspectos envolvidos, há uma grande variedade culinária, influenciada por fatores geográficos e culturais. Para quem é fã de uma boa comida, uma viagem gastronômica pelo Brasil é como uma premiação na mega sena online. Listamos alguns pratos ícones de cada região.

Norte

tacaca

A alimentação indígena e amazônica predomina, com a utilização das frutas e dos diversos peixes que habitam os rios locais. Há ainda alguns pratos que utilizam a caça, mas em tempos politicamente corretos, eles estão em desuso. Especialidades: Pato no Tucupi, Tacacá e Moqueca de Pirarucu.

Nordeste

moqueca

Os doces pernambucanos e a culinária baiana se destacam na região, de forte influência portuguesa, espanhola e africana. O enorme litoral também favorece o consumo de frutos do mar em vários estados. Especialidades: Moqueca Baiana, Caruru e Caldo de Sururu.

Centro-Oeste

arroz_com_pequi

Os frutos do Cerrado e a presença dos Tropeiros influenciaram a culinária local. A região rica em rios e a forte produção pecuária também tiveram reflexos na mesa. Especialidades: Arroz de Carreteiro, Farofa de Banana da Terra e Arroz com Pequi.

Sudeste

feijoada

As comidas típicas de Minas Gerais se destacam, mas a feijoada carioca é a rainha absoluta. São Paulo contribui com o Virado e o Cuscuz Paulista. Outras especialidades: Leitão a Pururuca e Feijoada.

Sul

Os doces e o chocolate das cidades de Pelotas e Gramado, respectivamente, dão fama aos doces do sul, mas é a grande produção de gado de corte que caracteriza a região. Especialidades: Churrasco Gaúcho e Ostras Catarinenses.

Experimente um pouco de cada e aproveite as viagens pelo Brasil!

Por Mirella Bittencourt

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*