Chocolate terá alta mundial

chocolat-chocolates

O preço do chocolate vai aumentar em todo o mundo, ao longo dos próximos meses, e a “culpa” é dos indianos. Até o momento, o cacau é a commodity com o melhor desempenho em 2013, acumulando uma valorização de 20% na Bolsa de Nova York. O motivo é a grande demanda em mercados emergentes, em especial, a Índia. De acordo com especialistas, as vendas de chocolate no varejo indiano devem crescer mais de 20% ao ano até 2017.

A alavancada ocorre, principalmente, devido ao crescimento da classe média no país, que tornou os chocolates mais sofisticados um luxo acessível para uma parcela maior de consumidores. Em segundo lugar, os indianos já têm uma inclinação por alimentos doces.

A Índia é, portanto, o melhor lugar do mundo na atualiadade para se vender chocolates. Enquanto a classe média consome barras e bombons cada vez mais caros, as parcelas menos favorecidas da população não deixam de comprar o produto, porém em versões mais baratas.

Problemas climáticos

Outra causa para a alta de preços a nível mundial é a elevação dos custos de produção devido a problemas climáticos nos países produtores de cacau. O preço da manteiga de cacau subiu 70%, nos últimos 12 meses, registrando a maior alta dos últimos 4 anos.

Maquiando as altas

O chocolate vai ficar mais caro, mas para não assustar e afugentar o consumidor a indústria já prepara estratégias. A principal delas é reduzir o tamanho das barras ou a quantidade de bombons nas caixas, mas manter o preço anterior.

“O que a indústria, normalmente, faz é incrementar o preço, reduzir o percentual de cacau dos chocolates ou diminuir o tamanho dos produtos”, afirma Laurent Pipitone, diretor da divisão de Estatística e Economia da Organização Internacional do Cacau (ICCO, em inglês).

Comercial indiano da marca de chocolates Cadbury, que anunciou em agosto investimentos de quase US$ 170 milhões para a construção de uma nova fábrica no sul do país

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*